gatos e cães

dogs and cats do not always get along gatos E CÃES

Não obrigue os gatos e os cães a darem-se bem. Por vezes o melhor que pode esperar é uma espécie de coexistência. Normalmente leva tempo para que gatos e cães se entendam.

Recomenda-se que o gato esteja confinado a uma ou duas divisões em casa, com as portas fechadas. É melhor que no início se comecem a habituar aos cheiros um do outro, mas sem se verem. Quando habituados aos cheiros, deixe-os verem-se um ao outro através duma barreira, como uma cancela de segurança para bebés. Se o cão tentar caçar o gato, pare e direcione a atenção do cão para um brinquedo apelativo, que ele goste. Os gatos NÃO SÃO brinquedos. Nunca force o entendimento entre eles.

Apresentar UM AMIGO NOVO

Comece devagar. Cheirar sem ver; ver e cheirar mas sem contacto. Depois, tenha o cão contido com trela e o gato solto (para que possa controlar o cão e redirecionar comportamentos indesejados e mostrar o que se pretende). Eventualmente o gato irá para uma área a que o cão não tem acesso (se já não estiver lá), sendo depois permitido ao gato que saia com o cão presente, mas ao ritmo e vontade do GATO.

O segredo está em fazer com que o gato se sinta seguro e que tenham uma área de segurança em casa. O passo seguinte é treinar o cão para não perseguir e atormentar o gato. Isto significa que, por vezes, deverá manter o seu cão em casa com trela, para que possa parar com a perseguição ao gato e chamar a tenção para brinquedos mais apelativos. Adicionalmente, poderá ser uma boa ideia fazer um bom programa de obediência (mesmo que o cão já o tenha feito - servirá de "lembrete").

prepare uma área a que o cão não tenha acesso

Primeiro, prepare uma área da casa a que o cão não tenha acesso. Se o gato tem acesso a um "buraco" e o cão não... já tem uma zona livre de cão! Adquira uma barreira de segurança para bebés e coloque-a num corredor.

Faça-lhe uma porta (lime as pontas/bordas e cubra os cortes com fita adesiva). Isto manterá o cão fora da zona de segurança do gato. Nesta área ponha comida, água e a caixa de areia. Outra opção será instalar uma porta de gato numa despensa ou divisão de arrumos. Se o cão for suficientemente pequeno para passar na porta de gato, então terá de ensinar o gato a saltar um cancela de bebé mais baixa para escapar ao cão. Uma área sem acesso por parte do cão, dá ao gato um lugar para escapar e sentimento de segurança.

E se for o gato a instigar o problema?

Se um gato importuna o cão, poderá permitir que o cão persiga o gato por um curto período de tempo. A aprendizagem é uma estrada com dois sentidos. Tal como o cão tem de aprender a não atormentar o gato, o gato também precisa de aprender a não atormentar o cão.

No melhor cenário, cães e gatos irão brincar e mesmo dormir juntos. Mesmo nestes casos, deverá haver sempre uma área da casa a que o cão não tenha acesso (assegure-se que o cão não tem acesso à caixa de areia do gato e que não roube a comida do gato nas horas de refeição).

Testemunhos

 difusor

Mudámos recentemente de um apartamento velho para uma casa nova - estava com receio de que o nosso...

Ler mais >

O seu cão também está stressado? Experimente Adaptil